LORENA PIPA

Virtuar, 2013/2017

Video-performance sobre uma relação sexual entre a performer e seu computador portátil.
Projetado sobre o mesmo colchão deste relacionamento.
(Registro em vídeo: Mariana Cavalcanti / Registro instalação: Coletivo Clap)

Apresentado em: Mostra de Performances – Curadoria: Paula Herrera Nóbile – Galeria Granate, Buenos Aires, Argentina – Setembro, 2013 / Panorama Festival 25+1  – Intervenções de Arte Viva – Curadoria: Nadam Guerra – Escola de Cinema Darcy Ribeiro, Rio de Janeiro, Brasil – Dezembro, 2017

espelha-me, 2016

Um espelho no centro da sala, um auto-retrato em tamanho real. A medida em que a pintura é realizada, corto papéis e prenso contra o espelho, resultando em pequenas gravuras da imagem. Distribuo esses fragmentos da obra entre os presentes. A performance questiona sobre o corpo feminino na arte, como artista e como musa, sobre o ideal de representação e propõe uma democratização no acesso a obra pelo público.

Apresentado em: Pavilhão – Curadoria: Marcelo Campos e És Uma Maluca – Casa França Brasil, Rio de Janeiro, RJ – Julho, 2016 (Fotos: PV Alcantara Martins) / Mostra Performances – Curadoria por Nadam Guerra – Parque Lage, Rio de Janeiro, RJ – Abril, 2016 (Fotos: Luiza Saad e Giovana Langonne)


Lorena Pipa, graduada em Desenho de Imagem e Som pela UBA, Argentina. Cursou escolas de música (Villa Lobos) e dança (Angel Vianna) e foi artista bolsista no Parque Lage e no Programa Arte Sônica Ampliada da Oi Futuro e British Council. Sua pesquisa combina performance com fotografia, vídeo, pintura, som e instalação.

Instagram: @loupipa

artecomotrabalho